domingo, 1 de janeiro de 2012

Capítulo 11 - "Fortes Emoções"

O resto do dia foi como todos os outros, à excepção de cada um dos amigos, que foram cada um para sua casa. As coisas compunham-se e descompunham-se todas umas atrás das outras, mas rapidamente se tornavam estáveis de novo.
Ao chegar a casa, Sara abriu a porta, fechou-a e subiu até ao quarto. Entrou, e deslizou pela porta abaixo, com um grande sorriso nos lábios, e um suspiro bem profundo.

Bruna: Sara! Está tudo bem?
Sara: Tudo óptimo!
Bruna: Tem a ver com o Harry não tem?
Sara: Nota-se assim tanto? – Disse esta com um sorriso que não deixou Bruna indiferente.
Bruna: Conta-me tudo! Sabes que eu sou uma cusca!
Sara: Não há nada para contar…
Bruna: Namoram?
Sara: Não sei… Mas não houve nenhum pedido… E sabes bem que pode ter sido passageiro…
Bruna: Oh… E eu a pensar que era desta que te via agarradinha ao rapaz…
Sara: Acho que estás com azar… Mas eu não quero pensar nisso! Estou demasiado feliz para isso.
Bruna: Fazes bem maninha! Olha não me apetece estar em casa… Não queres ir até ao parque ou assim?
Sara: Só se me levares ao colo!
Bruna: Oh… Está bem eu vou sozinha!
Sara: Porque é que não convidas o Louis?
Bruna: Pois vou pensar nisso, mas provavelmente ele tem mais que fazer. Até logo!
Sara: Pensa bem. Até logo!
Bruna estava cansada de estar fechada em casa, sem nada para fazer. Decidiu então ir até ao parque. No parque havia uma fonte. Era chamada “A Fonte dos Mil Desejos”. Bruna passou por lá, e sem pensar duas vezes retirou uma moeda da carteira, e pediu um desejo.

Bruna: Eu desejo que…

Bruna foi interrompida subitamente, por umas mãos frias que lhe cobriam os olhos.

Bruna: Sara?
Louis: Estás um bocadinho longe…
Bruna: Louis?
Louis: Boa! – Disse este rindo-se.
Bruna: Pregaste-me um valente susto!
Louis: Desculpa, não era a minha intenção amor.
Bruna: Amor?
Louis: Ups… Meti a pata na poça… Quer dizer até não… Eu tenho andado para te dizer, ou melhor, perguntar uma coisa…
Bruna: Não meteste, mas achei esquisito. Pergunta. – Sorriu ela.
Louis: Então é assim… Céus… Nunca pensei que fosse tão embaraçoso para mim… É assim eu gosto muito de ti, ou melhor eu amo-te, então eu queria saber se também me amas e assim ficávamos felizes para sempre e tínhamos o nosso “E tudo está bem quando acaba bem”. – Disse este rindo-se bastante, mas ficando sério seguidamente.
Bruna: Eu também te amo se é isso que estavas à espera de ouvir. – Riu-se.
Louis: Mas eu não quero que o digas apenas porque era a resposta que eu pretendia ouvir, quero que o digas por ti…
Bruna: Mas é essa a minha resposta… É exactamente a mesma.
Louis: Estou bem mais feliz agora!

Louis não esperou muito mais, e acabou por beijar Bruna, os dois sentados na fonte. Será que os seus desejos se iriam realizar? Só eles sabem. Entretanto, Sara estava em casa a ler um livro, quando o telemóvel toca.
Sara: Estou?
Harry: Olá amor!
Sara: Olá!
Harry: Desculpa ligar a esta hora, mas estava com saudades tuas…
Sara: Mas nós estivemos os dois juntos esta tarde, quer dizer, bem juntos!
Harry: Hahaha! Tens razão mas olha, se eu te dissesse que estava o teu jardim, o que é que tu me dizias?
Sara: Que estavas a gozar. Porquê?
Harry: Acho melhor vires à janela…
Sara: Okay! – Dirigindo-se para a janela.
Harry: Olá! – Acenou ele do jardim.

Sara, desliga a chamada e abre a janela do quarto.

Sara: Estás louco?
Harry: Huhum…

Sara tinha umas escadas que iam desde a varanda pequenina do seu quarto até ao jardim. Harry começou por subir os primeiros degraus.

Harry: Eu só não subi logo porque podias estar a fazer alguma coisa que eu não pudesse ver, se é que me entendes. – Sorriu.
Sara: O que é que te deu para vires ter comigo a uma horas destas? – Disse enquanto descia alguns degraus ao encontro de Harry.
Harry: Eu estava com muitas, muitas, muitas saudades de tuas! – Disse enquanto beijava Sara. – E também porque me escapou um pormenor na praia…
Sara: E qual era esse pormenor?
Harry: Queres namorar comigo? – Disse com cara de anjinho.
Sara: A cara de anjinho, é para eu dizer que sim, ou…
Harry: Só dizes que sim se for isso que estás sentir realmente. – Disse encarando-a nos olhos.
Sara: Claro que quero!

Sara, beijou Harry, e à medida que se ia beijando iam subindo as escadas até estarem dentro do quarto de Sara.

Sara: Espera. – Disse enquanto fechava a porta do quarto à chave.
Harry: Porque fechaste?
Sara: Porque se a minha mãe te vê aqui fico de castigo para o resto da vida…
Harry: O que é que vamos fazer?
Sara: Harry!
Harry: Eu só fiz uma pergunta, não tinha segundas intenções! – Riu-se.
Sara: Não podemos ficar apenas a namorar?
Harry: Claro que sim princesa! – Sorriu.

Harry e Sara estiveram algum tempo a namorar, e acabaram por ver também um filme, mas quando deram por isso tinham adormecido, e já era de manhã…  


       Directioners aqui está o 1º capitulo de 2012 ihih , virão muitos mais  esperemos que gostem 

Sem comentários:

Enviar um comentário